Organização Pessoal

Projeto de vida: a construção de uma vida que você ame viver

Você tem um projeto de vida?

Se você parar agora e olhar para a sua vida, para tudo o que percorreu e os sonhos que espera realizar, qual o sentimento que vem a você?

Desespero? Segurança? Certezas? Incertezas? Gratidão? Medo?

Eu particularmente já senti e ainda sinto tudo isso e um pouco mais quando paro para analisar a minha vida, e posso dizer que quando os sentimentos desagradáveis aparecem junto a essa reflexão, geralmente são passageiros, pois estou aprendendo a dar um chega pra lá nesses momentos.

Criar um projeto de vida me ajudou a olhar para o meu passado com gratidão, para o presente com estratégia e para o futuro com esperança e emoção.

Não vou dizer que foi fácil, porque a verdade é que não é, pois a base de um projeto de vida é sempre o autoconhecimento e quanto mais a gente se conhece, mais coisas vão deixando de fazer parte da vida da gente enquanto outras coisas novas vão chegando.

Em resumo, ter um projeto de vida para chamar de seu, é ter para onde voltar quando a energia estiver baixa, quando não estiver acreditando em você e nos seus sonhos e principalmente, quando se sentir perdida ou em dúvida sobre alguma decisão.

Quero compartilhar com você os indicadores e o que estou aprendendo sobre o que é o projeto de vida e como ele pode se tornar um verdadeiro mapa do seus próprios tesouros.

O que é projeto de vida

Um projeto de vida é a construção de você, dos seus sonhos e do que você espera viver. Com o projeto de vida você vai ter espaço para se conhecer melhor, reconhecer as suas habilidades, os interesses, o que te deixa apaixonada e também encontrar os seus propósitos e olhar para as feridas e pontos a melhorar.

Você também constrói metas, planos de vida de longo, médio e curto prazo enquanto cria a própria história, e por se tratar da sua história, um projeto de vida não tem regras rígidas que não possa ser adaptado às suas necessidades e ao que você tem de visão de mundo.

O projeto de vida é conexão da sua história, é o mapa da sua jornada que liga o seu passado ao seu presente e que dá direção de um futuro que você queira viver.

 

Por que ter um projeto de vida?

A resposta é simples: com o projeto de vida você deixa de viver pelo acaso, deixa que padrões do mundo e de qualquer outra pessoa seja o decisor da sua vida. O seu projeto coloca você como protagonista do jogo, onde você tem as cartas, os dados e principalmente a regra do jogo.

Além disso, a construção do seu plano de vida vai facilitar e favorecer aspectos importantes para uma vida com mais qualidade, aprendizados e conquistas. Vou apresentar 6 motivos para você fazer o seu projeto.

1- Propósito

Se você vive questionando ao universo e ao espelho qual a sua missão de vida ou o seu propósito, você com certeza vai ter pistas ou até descobrir os seus motivos de estar aqui. 

O seu projeto vai guiar você a uma viagem profunda de tudo o que é verdadeiro em você e com isso, você não vai ter escapatória, se não se encontrar.

Vai criar caminhos para encontrar as habilidades que vai transformar o seu mundo e o mundo de outras pessoas.

2 – Criar a própria vida

Sabe aqueles momentos em que você diz sim sem saber o real motivo de ter aceitado, ou quando você precisa tomar uma decisão importante e por não saber o que fazer acaba sendo influenciada por pessoas a sua volta?

Isso são apenas algumas coisas que a gente faz quando vivemos no piloto automático da vida, sem saber ao certo onde se quer chegar e qual o melhor caminho para tal conquista. Isso é uma vida criada basicamente pelo acaso, pelas circunstâncias e influências externas.

Com o projeto de vida, você sempre, ou quase sempre vai saber quando dizer sim, quando dizer não, se deve ir ou se deve ficar. O seu projeto é o seu mapa dos sonhos, de você e da da sua jornada.

Logo, se você tem o mapa é você quem dá a ordem, é você quem decide e é você quem cria a própria vida.

3 – Ter motivos genuínos para se levantar todos os dias

Eu não sei você, mas eu tenho épocas de reflexão onde sempre questiono o motivo de estar fazendo o que estou fazendo, o motivo de estar em um relacionamento ou de estar fazendo algo que não gosto tanto.

Antes de despertar para a criação da minha vida, eu sempre prolongava para dias esses momentos de deprê, pois como não tinha onde consultar as respostas, elas acabavam presas na minha cabeça, me acompanhando por dias.

Depois que passei a colocar os meus objetivos, metas e sonhos no meu planner, eu comecei a usar essa ferramenta do projeto de vida para me estruturar e encontrar o propósito em cada coisa e em cada amanhacer.

Hoje ainda tenho dúvidas se estou no caminho certo, se isso realmente vai me ajudar a conquistar o que eu quero, mas percebi que depois de criar o meu projeto de vida os questionamentos e sentimento de incerteza já não ficam por tanto tempo.

E antes que eu me esqueça: você pode e deve atualizar o seu projeto de vida sempre que sentir a necessidade, sempre que sentir que algo deixou de fazer sentido.

4 – Adequar a sua realidade aos seus sonhos

Sabe aquela velha crença de olhar para a conta bancária, para o emprego que não paga tão bem, para o bairro onde você mora e desconfiar fielmente de que um sonho grande será realizado?

Então, primeiro que em momento algum você deve desacreditar da sua capacidade de conseguir qualquer coisa, depois que durante a construção do seu projeto de vida, você vai perceber que sim, é possível traçar caminhos estratégicos para tirar você da sua realidade e levá-la até o seu sonho mais ousado.

Aposto que você já viu inúmeras histórias pela internet afora de pessoas que conseguiram coisas extraordinárias, mesmo quando não havia apoio de mais ninguém e nem perspectiva de qualquer mudança.

A história da @michelenaestrada é um desses exemplos e que eu amo acompanhar. Ela é do interior de Minas Gerais e depois de anos na construção do seu maior sonho que era a viagem de intercâmbio, lá está ela, vivendo o seu sonho mais ousado.

E com você não vai ser diferente. Tem uma frase que amo muito:

 

O universo ajudará, guiará, apoiará e fará até milagres a seu favor. Mas, primeiro, você tem que se comprometer.

Harv Eker

E é isso, nada mais do que isso! Coloque no papel, crie as suas possibilidades, crie a sua vida e se comprometa.

5 – Ter motivação para quando ficar desanimada

Já falei que ter o seu projeto de vida estruturado vai ajudar você a se recompor quando ficar desanimada e perdida, mas vou dar um exemplo pessoal e recente de como o meu projeto de vida sustentou a minha motivação por meses.

Quando ainda estava no meu último emprego, diariamente eu sentia desânimo por estar ali, usando o meu tempo em uma atividade que não se relacionava com os meus sonhos e mesmo estando em um ambiente agradável e com um bom salário, eu chegava no trabalho já pensando na hora de ir embora. Aquilo acabava com a minha energia.

Nos dias de auge do meu desânimo e de irritação, eu dizia a mim mesma que não ficaria ali nem mais um dia e que iria pedir demissão. Tinha dia que era realmente difícil.

Mas sempre que chegava em casa, pegava o meu caderno do Florescer e olhava o meu projeto de vida, os meus planos para o futuro e o que eu poderia conseguir se ficasse no emprego pelo tempo que eu já havia determinado como algo estratégico, a minha recompensa seria bem maior do que todas as horas no trabalho.

E assim eu ia, dia após dia, me relembrando do meu propósito em estar ali, usando a visão estratégica do meu plano de vida e isso me dava motivação para seguir por mais um dia, mais uma semana, mais um mês, até o momento certo.

6 – Ter direcionamento para quando as coisas ficarem confusas

Assim como a motivação, o projeto de vida também traz clareza sobre a melhor coisa a se fazer em cada momento. 

Vou confessar que sou uma pessoa impulsiva e que quase sempre age pela emoção e não pela razão, e a consequência de ser assim é que até hoje tenho “arrependimentos” de decisões mal tomadas no passado e que sei que podem se repetir se eu não ficar em alerta.

E entre tantos benefícios do projeto de vida, esse com certeza é um dos mais fortes para mim, pois ele me ajuda a ter clareza e direcionamento para os momentos de confusão.

Recentemente, fiquei animadíssima e cheia de vontade de fazer uma viagem, fiquei tão empolgada no meu momento de pura emoção que com menos de trinta minutos de pesquisa eu já estava pronta para fechar tudo, mas no fundo, eu sabia que aquele não era o momento de tal investimento.

Então sentei, olhei tudo o que tinha definido de objetivo, metas e a trajetória do meu plano de vida e de cabeça mais fria, contrariando os impulsos, eu não segui com a viagem, pois de acordo com o meu projeto de vida, aquele não era o momento.

Se fosse tempo atrás, antes de criar o meu projeto de vida, eu com certeza teria fechado tudo sem nem considerar todo o resto e possivelmente me lamentaria por algo depois.

Não é fácil contrariar a minha emoção, mas está valendo a pena.

Para que serve o projeto de vida?

Além de todos o motivos que você leu até aqui, o projeto de vida serve para que você tenha um plano prático que contenha os seus objetivos, metas e sonhos de vida. 

O projeto de vida vai instruir você em cada decisão importante e vai servir de espelho para que você veja com clareza as suas verdades e evoluções de vida.

E por fim, ele também vai garantir que você tenha ações e pensamentos estratégicos e em equilíbrio a fim de levar você para a vida que você deseja ter. 

Áreas da vida no projeto

Um plano de vida é completo quando inserido todas as áreas da sua vida, afinal, é preciso ter equilíbrio e mesmo que no momento o seu foco seja organizar a sua carreira, é importante que as demais peças, como por exemplo, sua saúde, suas finanças e relacionamentos também estejam em vistas.

Considere colocar no seu projeto as áreas abaixo:

  • Família
  • Saúde
  • Casa
  • Estudos
  • Carreira
  • Espiritualidade
  • Lazer
  • Trabalho
  • Finanças
  • Relacionamentos

Essas são áreas abrangentes e passa por tudo o que forma a sua vida. É importante que você olhe cada área e reflita sobre como ela está no momento, se ajustes precisam ser feitos.

Identifique as áreas de foco

Seguindo essa mesma lista das áreas da sua vida, olhe com carinho para cada uma delas e identifique quais são as suas áreas de foco no momento, ou seja, por onde você precisa começar a organização e ação para que as demais áreas não sofra colisões.

Ter isso em mente, ajuda a estruturar os planos e a ordem do seu projeto de vida.

Crie planos para cada área de foco

Faz parte do projeto de vida ter planos, ter metas e prazos, por isso, considere começar com as áreas de foco para determinar os objetivos que precisam ser alcançados para que as demais áreas também prosperem.

Lembrando que nada deve ser aleatório, você precisa sempre buscar conexão na sua história, nos seus valores, na sua missão pessoal e nos seus sonhos.

Quando devemos ter um projeto de vida?

Se pudesse voltar no tempo, eu com certeza teria rascunhado o meu projeto de vida bem antes do momento em que ele foi feito, bem lá atrás mesmo, tipo a uns dez anos para ser mais exata.

Gostaria de ter criado essa visão de vida no ensino médio, teria ajudado muito na construção do que eu sonhei em estar vivendo hoje, mas não o fiz, não tive suporte necessário para me despertar para essa importância e também não tive consciência de autodidata para buscar esse cuidado com a minha vida.

Então, se você chegou até aqui, independente da sua idade ou do momento que esteja vivendo: faça hoje o seu projeto de vida, faça com o que já tem e da melhor maneira que você puder fazer. Você vai se agradecer no futuro.

Esse guia foi a estrutura base do meu projeto, recorro a ele quase que semanalmente.

E antes que alguma dúvida pinte na sua cabeça, vou dar mais motivos para você sentar agora com o seu guia prático, com o seu plano de ação do hoje ou com um papel em branco e canetas para começar a fazer o seu:

  • Se não fizer hoje, o seu eu do futuro, sendo futuro a próxima semana, mês ou ano, vai te cobrar por não ter dado a importância devida a isso.
  • É da sua vida que estamos falando, não dá para procrastinar e esperar para sempre.
  • O seu projeto vai orientar você nas decisões que vai precisar tomar daqui pra frente.
  • Você vai ter um mapa para se guiar sempre que se sentir deslocada e perdida.
  • Vai trabalhar o hábito de visualizar a vida dos seus sonhos enquanto vai criando aos poucos.
  • Vai sempre ter um propósito para fazer cada coisa.
  • Mesmo que ninguém entenda as suas razões, você vai saber exatamente o motivo de estar fazendo algo ou tomando uma decisão.

Concluindo

O projeto de vida é para você que já está com a vida organizada, é para você que tem um mundo de sonhos para conquistar e também é para você que não sabe por onde começar a organizar a vida.

Volte ao controle da sua jornada, coloque no papel o que você está vivendo hoje, o que você quer viver no futuro e o que quer proporcionar para as pessoas que te cercam e para o mundo.

Criar o seu projeto de vida é um eterno processo de autoconhecimento, de tentativas, de prática e principalmente de construção de uma vida que você ame viver, então, devido a tamanha importância, você não pode deixar para amanhã.

Adquira aqui o seu guia prático e volte para me falar sobre essa construção.

E não deixe de ver na prática como fazer o projeto de vida, não perca a continuidade desse conteúdo riquíssimo para a construção da sua jornada.

Floreça! ❀

Compartilhe, inspire e floresça!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error

Compartilhe & Floresça!

Compartilhar
Pin
Twittar
Compartilhar