Autoconhecimento

Crenças limitantes: transforme os bloqueios em crenças de crescimento

Antes de mais nada, não se culpe e não culpe a ninguém! As crenças limitantes fazem parte da nossa vida desde muito antes da gente se entender por gente e ela está em todo lugar, por isso aqui estamos: para aprender a identificar e a eliminar as crenças que impede você de realizar os seus sonhos.

crenças limitantes e crenças de crescimento

Veja, esse desenho representa perfeitamente a nossa trajetória ao mundo das crenças limitantes.

Primeiro somos como uma agenda em branco, onde aos poucos somos preenchidos com informações, regras e ensinamentos que vão aos poucos formando nosso caráter, os valores e as crenças. 

Quando nos tornamos mais velhos, com a agenda cheia de folhas preenchidas com tudo o que nos forma, passamos a ter o privilégio de questionar o que é ensinado e começar a reconhecer o que nos limita.

Essa é a trajetória do autoconhecimento, que nos dá munições para trabalhar em cada crença. Esse caminho é longo e algumas vezes doloroso, mas também é necessário e recompensador.

As crenças limitantes no nosso dia a dia

Resumindo, as crenças limitantes são como gripe ou doenças que se pega pelo ar ou pelo contato. Basta você conviver com pessoas e locais que são regidos por uma determinada crença que você logo fica vulnerável a ela. 

Algumas vezes conseguimos evitar, outras vezes não é tão fácil e inconscientemente deixamos a crença daquele lugar ou pessoa passar pela barreira de proteção e quando se dá conta, lá está ela, nos bloqueando.

Pense por um momento na sua vida e veja se consegue identificar as crenças que hoje limita você de ser mais, de fazer mais. Consegue identificá-las?

Faça uma lista das crenças que mais limita as suas ações. Se você não identificou nenhuma, eu ajudo você com as mais frequentes:

  • “nada dá certo para mim”
  • “não sou boa o suficiente”
  • “não sou criativa”
  • “não consigo guardar dinheiro”
  • “não consigo aprender essa matéria”
  • “não nasci para ser feliz”
  • “ninguém liga para o que eu faço”
  • “não tenho sorte nos meus relacionamentos”
  • “não faço parte desse grupo de pessoas”
  • “isso não é para mim”

E por aí vai… Uma lista enorme de auto sabotagem que criamos para nos colocar para baixo e para bloquear qualquer ação que possa impulsionar o nosso crescimento.

Mesmo sem perceber, nós usamos diariamente palavras e pensamentos limitantes que de tanto se repetir vira verdade e se torna crença.

Como você cria as suas próprias crenças 

Já ouviu algo sobre o pensamento, a fala e a ação estarem ligados? Não importa no que você acredita ou a sua religião, se você observar com humildade e com atenção, você vai ver em sua própria vida como a lei da atração se estabelece — para te fazer crescer ou para te parar.

Não que somente o seu pensar ou falar vá transformar a sua vida em um mundo de prosperidade ou de bloqueios, mas a maneira como os seus pensamentos levam você a falar e agir traz consequências a sua vida.

  • Pensamento negativo = fala negativa = ação negativa = crenças limitantes
  • Pensamento positivo = fala positiva = ação positiva = crenças de crescimento

Entendeu a diferença? Percebe que além das crenças que a família, a sociedade e nossas vivências pessoais criam, nós também somos criadores dos bloqueios que nos distância do que queremos realizar começando com o pensamento.

Ainda que inconsciente, somos capazes de criar a nossa realidade no pensamento e sem perceber passamos a falar e conduzir a nossa vida para o que acreditamos: crença. Então, comece a acreditar no possível e aos poucos vai ver as suas ações tomando um rumo diferente. 

Identificando as crenças limitantes

Resumidamente você já entendeu de onde vem as crenças que te prende nos seus sonhos e não te deixa colocar os seus objetivos no mundo e já sabe também que além de toda a influência externa, você também pode estar contribuindo para a criação dessas crenças.

Mas se você ainda não tem certeza se as crenças limitantes fazem parte da sua rotina, então se pergunte:

  • Você tem o hábito de desistir dos seus objetivos por qualquer motivo que não seja a sua própria vontade?
  • Você se considera capaz de conquistar os seus sonhos?
  • Você sofre com a autocobrança?
  • Você se considera merecedora de uma vida próspera?

Só com esses pequenos questionamentos você já consegue perceber se existe crenças limitantes barrando o seu crescimento. Seja sincera e busque identificar o que te faz parar e como você se sente em relação a isso.

Comigo, esse momento de reflexão trouxe respostas que eu não esperava, como por exemplo, o medo e a vulnerabilidade. 

Antes de me perguntar sobre o que travava o meu florescer, eu não me considerava uma pessoa refém do medo, do desconhecido ou da vulnerabilidade, mas sim, descobri que essas duas palavrinhas tem feito morada no meu inconsciente e direcionando as minhas ações, ou melhor, as minhas inações…

Refletir sobre o que faz você parar é fundamental para o próximo passo.

Transformando a crença limitante em uma crença de crescimento

Partindo pelas considerações de que as crenças podem nascer tanto da influência externa quanto do seu interno eu te convido a dar uma pausa nessa leitura para pensar nas crenças que hoje impede você de fazer o que precisa ser feito para virar o jogo.

Pense um pouco sobre as suas vontades que nunca ganha vida. Pense nos seus sonhos mais ousados e perceba o que você sente quando pensa em cada um deles. Faça uma lista desses sonhos.

transforme crenças limitantes em crenças de crescimento

Vamos continuar na mesma lista, mas agora coloque as crenças que não está no seu caminho e afasta você dos seus sonhos.

Agora, coloque os sentimentos ou pensamentos que vem a você e que te joga para essa crença (no meu caso o sentimento era o medo que me fazia acreditar e agir pela crença de que não era boa o suficiente).

E por fim, vamos reprogramar essa crença para que uma nova verdade faça morada no seu inconsciente. Troque cada crença limitante que está impedindo você de realizar as suas metas, por uma crença de crescimento, por exemplo: 

  • Crença limitante: não sou boa o suficiente
  • Crença do crescimento: sou capaz de conseguir

Esse exercício de refletir e ver as suas crenças no papel é o ponto de partida para que você trabalhe diariamente cada limitação.

Depois de saber o que te limita e transformá-la em mantra de crescimento, você pode criar metas para tirar esses sonhos do papel, mas agora, com munição contra a procrastinação e as crenças.

Por estar acostumada com as circunstâncias negativas você pode ter um pouco de dificuldade em virar o jogo e ser mais positiva em relação a você, mas não desista, se esforce e vire essa crença do avesso.

Concluindo

Falar é sempre mais fácil do que fazer e do que encarar os monstros do armário, mas essas são coisas que realmente vale a pena fazer por você, pela sua vida. Pode doer, mas depois que a tempestade passar, você vai se agradecer.

Lidar com problemas físicos ou visíveis é mil vezes mais fácil, pois você simplesmente olha e logo sabe o que fazer para dar um fim aquilo, mas aqui é diferente, quando a raiz do problema está dentro de nós é necessário muito mais empenho para encontrá-lo, reconhecer e agir.

Habitualmente deixamos as crenças limitantes guiar nossos pensamentos e ações justamente por estar tão enraizada no nosso “eu” que acabamos nos culpando por as vezes não sairmos do lugar, mas repito: não se culpe! Apenas se analise e tenha coragem para mudar.

E não esqueça de me dizer aqui nos comentários como se sente em relação a essas crenças que tem afastado você da vida que você quer viver.  Vamos conversar?

Compartilhe, inspire e floresça!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error

Compartilhe & Floresça!

Compartilhar
Pin
Twittar
Compartilhar