Autoconhecimento,  Autoestima

Amor próprio: dicas para lidar com a carência de estar solteira

Eu sei que oficialmente o mês do amor escancarado é o mês Junho, onde casais celebram o amor e os relacionamentos no dia dos namorados, mas ainda assim quero hoje falar de amor e de relacionamento.

O relacionamento e o amor que você tem como você mesma.

Sei que nós mulheres temos uma forte tendência a sonhar com o príncipe encantado que vai chegar para construir junto um projeto de vida, para florir o nosso jardim e deixar a vida mais colorida.

Tudo bem se você escolher esperar por um homem para ver a vida com mais brilho, mas por outro lado, torço de verdade para que esse não seja o único tipo de amor que você espera receber.

amor-proprio

Não quero militar sobre como cada pessoa deve se sentir, mas quero lembrar que por melhor que seja o sentimento de ser amada por outra pessoa, é bom lembrar também que o melhor sentimento ainda é aquele que conseguimos sentir e observar em nós mesmo quando não se tem outro alguém para compartilhar disso.

Se para você, os finais de semana ou as postagens de casal é uma grande tortura por estar sozinha eu te convido a pegar e papel e caneta para anotar algumas dicas de coisas que você pode colocar em prática em um sábado à noite para aliviar a pressão da solteirice não desejada.

Pausa para o autocuidado

Não vejo motivos para você não se arrumar para você, então a dica número um de amor próprio é: se cuide, se embeleze e se sinta bem.

Tira os cremes do armário, faz uma boa hidratação no cabelo, uma limpeza de pele, um esmalte diferente e coloque em prática qualquer outro ritual de beleza que te faça bem.

O foco principal aqui deve ser o momento de autocuidado e não se vai ter alguém para apreciar o resultado dessas horas de beleza ou não.

Ritual para cocriação do amor

Se estar em um relacionamento é tão importante para você, então aproveite a boa vibe de autocuidado e amor próprio para emendar em um ritual para cocriar e desenhar o amor que você quer viver.

Se você tiver um diário ou caderno onde costuma escrever sobre seus pensamentos, sonhos, metas e objetivos (o que eu indico que você tenha) então faça nele mesmo, mas caso não tenha, pegue uma folha sulfite.

Você pode desenhar ou escolher na internet uma foto para representar o seu futuro relacionamento. Cole no centro da folha e ao redor dele vá escrevendo o que você espera encontrar nesse relacionamento.

Algumas sugestões são:

  • Valores que você quer que a pessoa tenha.
  • Preferência de religião ou estilo de vida.
  • Comportamentos, como por exemplo, que seja comunicativo ou mais reservado.
  • Jeito de ser: mais carinhoso, menos pegajoso, mais seguro de si, que não seja ciumento.

Coloque literalmente tudo o que você espera encontrar em um(a) parceirx para a vida.

Isso não quer dizer que você vá encontrar alguém que corresponda 100% dos seus desejos, assim como você também não precisa descartar as possibilidades caso encontre alguém que não preencha toda essa lista.

A intenção desse exercício é fazer você pensar sobre o que você quer para a sua vida amorosa e qual o tipo de pessoa você quer que esteja ao seu lado.

ritual-para-solteira

Eu já fiz esse ritual e sempre que penso em me relacionar com uma pessoa, eu consulto essa folha para ver o quanto a pessoa corresponde ao que eu quero para mim e o quanto eu precisaria abrir mão para estar no relacionamento.

Ao fazer esse ritual você vai estar movimentando o amor próprio, pois saber quem você quer para dividir a vida é um passo para o autoconhecimento e se conhecer é uma forma de se amar.

E como eu amo muito os rituais da vida, vou deixar aqui como indicação o Instagram da @_houhou_ e do @diariodabruxa que são recheados de rituais para o amor próprio, para o sagrado feminino e para o autoconhecimento. Vale seguir.

Acione a lista de filmes para o amor próprio

Eu sou do tipo de pessoa que repete sim os filmes que conversam com o meu momento de vida.

Tenho inclusive no meu caderno do florescer uma lista com filmes para assistir quando estou sem inspiração, quando estou desmotivada e por aí vai.

O filme comer rezar e amar, por exemplo, é um clássico da minha lista que sempre assisto quando preciso me lembrar que eu me basto e que tem muita coisa fora de um relacionamento também. Você já assistiu?

E para afastar a depre e a carência, eu vou compartilhar com vocês alguns dos meus filmes favoritos:

  • Como ser solteira
  • Comer rezar e amar
  • Ibiza: Tudo Pelo DJ
  • Mdam C.J Walker
  • Anne
  • Felicidade por um fio
  • Um senhor estagiário

Escolhi esses títulos porque sempre que a última cena chega, eu fico com o sentimento bom e com o amor próprio restaurado.

Esses filmes me fazem lembrar que estar em um relacionamento pode sim ser gostoso, mas que viver a minha própria vida, ter as minhas regras e correr atrás dos meus sonhos é tão bom e tão importante quanto qualquer outra coisa.

Se você já assistiu algum desses filmes, me conta qual o sentimento que eles manifestam em você e por favor, me ajude a atualizar a minha lista. Me indique outros filmes aqui no comentário.

Noite de amorterapia com as amigas

Dividir angustias, pensamentos e sentimentos com uma amiga que te entenda é o melhor remédio da vida.

Se não fosse o atual cenário do COVID-19 a minha sugestão master seria: se arrume, chama as amigas e vai pra nigth.

Mas mesmo não sendo possível sair para distrair a mente, busque alternativas de ter esse contato com aquelas que te faz bem.

Um colinho de amiga na hora da carência é sempre um bom remédio.

Você também merece uma noite especial

Sabe toda aquela correria que você provavelmente faria para preparar uma noite romântica e inesquecível? Então, tenha o mesmo trabalho, mas para você.

Vá ao mercado e compre suas comidinhas e bebidas favoritas, coloque as músicas que te faz vibrar, dance para você e se quiser, pode se presentear também.

A única regra aqui é colocar em movimento o amor próprio.

Escreva sobre esse dia e seus pensamentos

A escrita é para mim um refúgio, um escape de emoção e uma fonte inesgotável de autoconhecimento.

Escreva como se sente, escreva sobre seus pensamentos e sentimentos. Identifique o que mais te machuca.

Coloque para fora, isso além de fazer bem a você, também vai servir no futuro para você ver o quanto cresceu e o quanto mudou.

Concluindo

Sim, esse é um post especial de dicas para os dias em que a carência bater forte, mas é sobre tudo, um post com dicas para você ver que o amor próprio e se namorar é tão importante quanto namorar outra pessoa.

É um post para todos os dias que você sentir lá no fundo que precisa se dar mais carinho.

O seu dia de se amar e se conhecer são todos os dias, então se ame, se cuide e se dedique a você da mesma forma e até mais do que se dedicaria a um relacionamento.

Compartilha aqui comigo como você tem se sentindo em relação ao amor próprio.

Compartilhe, inspire e floresça!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error

Compartilhe & Floresça!

Compartilhar
Pin
Twittar
Compartilhar